PRIMEIRO DIA DO CAMPUS PARTY BAHIA DESTACA SOFTWARE LIVRE E A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

Foi dada a largada para os 4 dias de imersão no mundo da tecnologia proporcionado pelo Campus Party, considerado o maior evento sobre tecnologia, inovação e empreendedorismo. O evento que acontece mais uma vez na Arena Fonte Nova oferecerá mais de 300 horas de conteúdo entre palestras, workshops, exposições e campeonatos, para cerca de 90 mil pessoas esperadas nesta edição. Os participantes terão acesso 24h a qualquer área do evento e possuem espaços para desenvolver suas atividades, com internet de 20GB.

A abertura realizada na manhã desta quinta feira (17), contou com a presença do presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farruggia, além do Secretário de Educação do Estado Walter Pinheiro, representando o Governador do Estado Rui Costa, entre outras autoridades. O criador do Projeto GNU, fundador do movimento de Software Livre e da Free Software Foundation (FSF), Richard Stallman (bio: https://stallman.org/biographies.html), foi a figura mais esperada desta edição do evento graças ao trabalho que desenvolve na promoção do software livre, e por ser membro do hall da fama da internet.

No palco “Feel The Future”, Stallman apresentou a palestra intitulada “Liberdade Para Todos os Usuários”, reafirmando que a palavra “Livre” está relacionada não à gratuidade de propriedade intelectual, mas ao direito fundamental de todo ser humano que é a liberdade de escolha e de privacidade. Ele Ponderou que, desde o final da década de 80, há no mundo uma campanha para descreditar o software livre, caracterizando-o como “não confiável” ou de “baixa qualidade”.

Tecnologias Voltadas Para a Educação

Um dos principais temas abordados na CPBA2 é o emprego de tecnologias emergentes na educação tecnológica. No palco “Educação Para O futuro”, diversas palestras abordaram essa temática, ressaltando que há um grande espaço para inovação na área. Por exemplo, nos EUA, há um déficit de quase dois milhões de programadores e o sistema educacional tradicional não é ágil o suficiente para suprir essa demanda nos próximos anos. Lá, o desenvolvimento de software é considerado algo tão vital para futuro que há uma orientação para implementar o ensino de lógica de programação desde os primeiros anos de educação da criança.

É neste cenário que despontam novas tecnologias, como o Scratch (https://scratch.mit.edu/), desenvolvido pelo MIT, que permite o ensino de programação sem código, com o aluno interagindo com objetos que se encaixam (como o lego) formando estruturas lógicas complexas.

Várias iniciativas globais de sucesso tem explorado essa ideia, como Hour of Code (https://hourofcode.com/pt), que ensina programação às pessoas de todas as idades com o uso do scratch, de forma intuitiva e divertida. Pelo menos uma startup, lançada na última Campus Party Bahia se especializou nesta área pouco explorada, lançando um produto que permite ensinar pessoas com deficiência visual a programar.

* Com a colaboração de Mauricio Reale – Gerente de Tecnologia da Próton Sistemas – Diretamente da Campus Party Bahia – CPBA2 –

Acompanhe o evento em tempo real:

http://brasil.campus-party.org/streaming-feel-the-future/

Sobre o evento, acesse:

http://brasil.campus-party.org/cpbahia/

Para mais informações entre em contato:

Próton Sistemas
Rua Barão do Rio Branco, 1.137 Edf. Clilab – 2 º andar
Centro – Feira de Santana- Ba
Tel.: 55 75 2101-3744
E-mail: proton@protonsistemas.com.br

http://www.protonsistemas.com.br

http://www.mreale.wordpress.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s